1 de novembro de 2013

Mike Deodato Jr.


Ocupação: desenhista
Ano de nascimento: 1963
Naturalidade: Brasil
Estréia: Em fanzines que circulavam na sua terra natal, a Paraíba. Seu primeiro trabalho mais divulgado foi A História da Paraíba em Quadrinhos (1985), feita em parceria com o pai, Deodato Borges.
Primeiro êxito com super-heróis: Depois de penar no Brasil, Deodato começou a colaborar para o exterior em revistas européias (como a Metal Hurlant, que publicou a saga 3.000 Anos Depois) e americanas (de editoras como a Innovation), até começar a colaborar para a DC e ser aclamado como gênio, ao salvar a revista da Mulher Maravilha do cancelamento.
Grandes trabalhos: Com o sucesso em Wonder Woman, Deodato começou a trabalhar para a Marvel (em Thor, Vingadores, e na nova revista da Elektra) e para a Image (na série regular Glory). Com a fama, o desenhista de Campina Grande conseguiu lançar seus trabalhos que haviam sido editados no Brasil em revistas americanas.
Curiosidades: Deodato Taumaturgo Borges Filho mudou de nome para poder ter um nome mais pronunciável no mercado norte-americano.

Mike Deodato Jr, cujo nome verdadeiro é Deodato Borges Filho, é um dos mais famosos artistas brasileiros entre os que trabalham para editoras americanas de quadrinhos. Nascido na Paraíba e filho de um pai também desenhista, Deodato iniciou sua carreira produzindo quadrinhos como a série 3000 Anos Depois. Em sua fase pré-Mercado Norte-Americano, Deodato chegou a publicar uma história na versão alemã da revista Heavy Metal. Como vários outros artistas nacionais, ele começou a ingressar nas editoras americanas no início da década de 90, através do agenciamento feito pelo estúdio Art & Comics. Um de seus primeiros trabalhos nessa fase foi a série Beauty and the Beast, para a Innovation. Algum tempo depois, Deodato começou a fazer trabalhos esporádicos em revistas da DC Comics, como os desenhos do número 85 da revista da Mulher-Maravilha e a arte-final para o número 89 de Flash. Em setembro de 1994, Deodato se tornou o desenhista regular do título Wonder Woman, a partir de seu número 90. O artista ficaria na revista até o número 100 e a transformaria num dos grandes sucessos de venda da editora. Em seguida ele foi para a Image, onde teve uma passagem muito elogiada pela revista Glory, de Rob Liefeld. Mas foi na Marvel que Deodato realizou um de seus sonhos: desenhar a revista de Thor, o Deus do Trovão. Após uma curta temporada nesse título, ele passou para outros como Hulk, Journey into the Mystery e, mais recentemente, Elektra. Dono de um estúdio onde coordena a produção de vários desenhistas, comenta-se que Mike Deodato Jr. pode em breve realizar outro de seus sonhos: tornar-se desenhista de uma das revistas do Batman.