11 de outubro de 2013

Lobo

Nome verdadeiro: Lobo.
Criadores: Keith Giffen e Roger Slifer.
Outros nomes: Maioral, Mestre da Fodelança.
Dupla identidade: Nenhuma, pô!
Ocupação atual: Caçador de recompensas, assassino, flagelo do cosmo, valentão.
Ocupações anteriores: Caçador de recompensas, assassino, flagelo do cosmo, valentão.
Local de nascimento: O outrora adorável planeta Czárnia.
Estado civil: Solteiro convicto.
Parentes conhecidos: Nenhum (matou todos).
Base de operações: Espaço sideral.
Altura : 1,93 m
Peso: 95,3 kg
Olhos: Vermelho-sangue
Cabelos: Negro-sepulcro
Estréia: Omega Men nº 3, 1983 (DC).
Revistas onde já apareceu regularmente: L.E.G.I.O.N., R.E.B.E.L.S., Lobo.
Grupos de que já fez parte: L.E.G.I.O.N., R.E.B.E.L.S.

Poderes: Força sobre-humana. Invulnerabilidade. Pode saltar tão alto que consegue voar. Também possui um sentido de faro intergaláctico extremamente apurado que o permite localizar qualquer um, fator de cura e, fez um trato com o Paraíso que o deixou imortal.
Fonte dos poderes: Pura sacanagem do destino.
Habilidades especiais: Motoqueiro dos bons, bom com gancho e corrente, bom de briga e é bom não chegar perto.
Armas : Gancho com corrente e mais um monte de armas.
Histórico: Na língüa de seu planeta natal Lobo significa "aquele que devora suas entranhas e se delicia com isto". Ele é o único sobrevivente de seu mundo, Czárnia. Os czarnianos não conheciam o ódio ou a guerra. Tinham habilidade de clonar instantaneamente uma réplica a partir de uma simples célula. Ninguém sabe exatamente por que, mas o moleque desde cedo demonstrava uma atração irresistível pela violência - arrancar quatro dedos da parteira com uma mordida foi uma de suas travessuras infantis... Já adulto, implantou um receptor de rádio em seu cérebro, que recebia transmissões da Cosmic Rock Zombie Radio, de onde o DJ Wolfman Wilf era obrigado, sob ameaça de mutilação, a tocar 24 horas por dia, todo dia, a música Eu Matei Meu Povo (Não Foi Acidente).
O nome da música não é mera coincidência. Lobo é o último czarniano simplesmente porque matou TODOS os outros de sua raça - de propósito. Em um trabalho de ciências da escola, o maioral criou em laboratório um inseto minúsculo, parecido com um escorpião. Através de uma picada, o bichinho era capaz de envenenar o sangue de qualquer pessoa, provocando uma morte dolorosíssima, precedida, claro, de uma agonia que durava cerca de cinco dias. Dos cinco bilhões de habitantes do planeta, só escaparam da chacina o próprio Lobo, que era imune a essas criaturas, e a dona E. Tribb, professora primária do maioral, que estava fora do planeta na ocasião. Mais tarde, porém, seu querido ex-aluno a encontraria para resolver a situação e quebrar seu pescoço...
A entrada do Lobo para a L.E.G.I.A.O. se deu de forma inusitada. O maioral deu sua palavra a Vril Dox II de que, caso fosse derrotado numa luta, desistiria de matar Garryn Bek (membro da L.E.G.I.A.O. que atropelara um de seus golfinhos espaciais) e integraria o grupo. Não deu outra: no meio da pancadaria, a Cosmic Rock Zombie Radio saiu do ar e Lobo, sem sua "motivação musical", perdeu. A lealdade que jurara a Dox, porém, não o livrou de um bocado de encrencas com seus próprios colegas. Só entre os membros da L.E.G.I.A.O., Lobo já saiu no pau com quase todos: Strata, Furtiva, Garryn Bek, Lyrissa, Telepata, Lady Quark... Ainda na equipe, o cara brigou também com o Capitão Marvel (não publicado no Brasil) e com Lar Gand, o Valor.
Lobo não parou mesmo depois de expulso dos R.E.B.E.L.D.E.S, a segunda equipe da qual fez parte, momento ao qual Dox retirou a obrigação de Lobo de servi-lo. Passou a usar suas habilidades de rastreamento como mercenário e ainda caiu na porrada com praticamente todos os heróis da Liga da Justiça (Ajax, Soviete Supremo, General Glória, Guy Gardner, Aquaman, etc), com um exército inteiro de qwardianos, com o temível Despero, com Etrigan, o Demônio, com a Grande Barda, com o Senhor Milagre, com o Super-Homem (e ganhou!) e, com o Batman entre muitos outros. Mesmo alguns personagens meio surreais e que nada têm a ver com o universo DC, como o Máskara, Juiz Dredd e até o Papai Noel (!), já tiveram a má sorte de cruzar com o Lobo.
Na minissérie DC Versus Marvel, o maioral enfrentou o mutante mais querido das HQs, Wolverine. O que era pra ser um duelo sensacional, porém, acabou se tornando uma das brigas mais ridículas dos quadrinhos. Depois de uma página e meia e NENHUM murro, os caras simplesmente rolaram pra trás de um balcão de um bar, que impedia que o leitor visse a luta. De repente, Wolverine levanta e pega um charuto, dando a entender que venceu o Lobo. (Sem comentários...)
Em 1992, aconteceu o que parecia impossível: Lobo morreu! A minissérie, com uma luta pra lá de sangrenta entre o maioral e o caçador de recompensas Loo, foi lançada no Brasil em 94, com o título Lobo Está Morto. Mas nem mesmo a morte o deteve: o sujeito aprontou tanto na sua além-vida que paraíso e inferno simplesmente o rejeitaram! Resultado: como se não bastassem a força descomunal, um fator de cura quase instantâneo e a sede de violência, Lobo, desde então, é oficialmente imortal, com direito a decreto e tudo.
BRASIL
Primeira aparição: DC 2000 nº 17, 1991 (Abril).
Publicações regulares anteriores: DC 2000 (Abril), Lobo (Mytus).
Minisséries e edições especiais: O Último Czarniano (Globo), Lobo Está Morto! (Abril), Lobocop (Abril), Lobo / Juiz Dredd - Motoqueiros Loucos vs. Mutantes do Inferno (Abril), Lobo / Máskara (Metal Pesado), Lobo Vs. Papai Noel (Metal Pesado), Lobo: Infanticídio (Tudo em Quadrinhos), Lobo e Deadman - O Canalha e o Careca (Tudo em Quadrinhos), Lobo Especial nº 1 - Manual do Caçador de Recompensas (Atitude), Batman/Lobo (Brainstorm), Guy Gardner Renasce (Abril), Batman e Lobo, Crise Infinita, O Evangélio Segundo Lobo (Panini)

.
Veja o Filme do Lobo na Integra!






Para saber mais do LOBO siga-o no Google+